quarta-feira, 10 de outubro de 2012

POR QUE ME LEMBRO SE SOU BRASILEIRO?


Quando eu era menino, pelos treze e quatorze anos, e trabalhava de office boy no centro de São Paulo, deparava-me todos os dias com vários petistas vendendo “estrelinhas” vermelhas e pregando que os “brasileiros não tinham memória”, pois votavam nos velhos políticos e não neles. Não sei se estou doente ou não sou brasileiro, mas lembrei-me disso há pouco ao ler a “Carta aberta aos brasileiros” redigida por José Genuino, ex-presidente do PT na qual diz que o Supremo Tribunal Federal “cometeu injustiça” ao condená-lo por corrupção. Ontem eu já havia lido a declaração de José Dirceu e ambas trazem afirmações parecidas.
Não sei se ainda afirmam essa ausência de memória dos brasileiros, porém fiquei preocupado com essa minha repentina lembrança e procurarei um psicólogo, ou será que não preciso?
Será que os brasileiros estavam certo em não se lembrar e eu estou doente lembrando disso agora, assim tão automaticamente, misturando com minha infância de trabalhos no centro, distante de minha moradia em Guaianases, época em que deixei os estudos para voltar só mais tarde e concluí-lo de modo tardio, e, por salutar teimosia, ingressar em uma Universidade Pública?
Estou muito mal hoje: lembrei-me até de ouvir um discurso, em que se dizia, roucamente, de um governo puro, no qual corruptos não entrariam (Este discurso não era da igreja).
Lembro-me também de que dei pouco ouvido àquelas palavras e que continuei fazendo meus esforços por conta própria. No entanto, hoje me rói a dúvida: devo fazer análise, sentar-me no divã para que me livre dessas lembranças? O que farei, deixarei de ser brasileiro se continuar me lembrando? Será que esta minha luta continuará?

Elói Alves

 
Leia o primeiro capítulo de As pílulas do Santo Cristo romance de Eloi Alves: http://realcomarte.blogspot.com.br/2012/10/as-pilulas-do-santo-cristo-1-capitulo.html
Abaixo, pode-se ler também o prefácio feito pelo escritor e mestre em Literautra Comparada pela FFLCH-USP prof. Edu Moreira: http://realcomarte.blogspot.com.br/2012/11/prefacio-de-as-pilulas-do-santo-cristo.html

6 comentários:

  1. A voz rouca, caro amigo, insiste em nos assombrar! Sua brilhante memória não deves desvalorizar! E que belíssima decisão a sua em seguir buscando seu caminho.Admiro-te!
    É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte é o que insiste martelar minha cabeça nestes tempos turbulentos. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ira, atenção máxima! Obrigado pelas palavras e pela carinhosa leitura, amiga!

      Excluir
  2. Claro que vc não precisa de análise,eles é que pensa que nós brasileiros esquecemos tudo,no momento certo a nossa mente nos faz lembrar,e a sua está ótima pois lembrar algo detalhoso assim do seus treze anos ?não é pra qualquer um kkkk parabéns !!, e eu te admiro muito meu amigo ,por suas batalhas e vitórias da vida,continua a sua luta não para não,estarei aqui curtindo cada vitória !! Mil Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato, Rosi; bjos e boas lembraças sempre rs

      Excluir
  3. Poxa Eloi, pensei que era só eu que me lembrava destas palavras proféticas do PT no centro de São Paulo. Pena que eu não precisei de tanto tempo para perceber que eles eram piores que os que nos governavam então.Conheci suas verdadeiras teorias ao conhecer o Serviço Social e prestar serviços voluntários ao Sindicato de Desempregados de São PAulo. Ali vi coisas que me assombraram e me mostraram que eles nunca mudarão nada para os outros, pois a Ideologia deles é a comum:Vem a nós e ao vosso reino nada. As migalhas que nos sobram são as milenares que um pai moribundo ensinou seu filho na Antiguidade, d6e-lhes pào e circo. E isto é o que governa o nosso mundo.
    Parabéns pela memória e indique ao Dirceu e ao Genuino o divã do analista.Eles precisam e esta voz rouca...Um dia se calará!
    Outros além de nós se lembrarão.
    A propósito outro dia ouvi uma pessoa dizer aqui em Manaus que na época do Fernando Henrique ele não podia comer nem mesmo um frango.
    Me lembrei na hora que o preço de um frango inteiro nesta época era R$ 1,90 e que você levava verduras e frutas para minha casa com alguns centavos, comprava lá no Master Hipermercados? Lembra?
    Eu lembro que o alface custava 0,08 a bacia e a laranja custava R$ 0,10 a dúzia.
    Aqui em Manaus hoje a laranja da terra custa R$ 7,00 a dúzia e alface a gente nem compra pois é muito caro.Fora que a carne vermelha em Manaus é mais cara que tudo e mesmo o frango aqui está pela hora da morte.
    Quem mesmo que governa a favor dos pobres?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, Beth, vc vem também cheia de memória, até dos antigos, e revelando a natureza dessa gente hipócrita e igual aos que criticam ou piores, é cruel! Bjos, obrigado; ah, não é preciso dizer que me lembro da pobre vida passada, mas muito honesta!

      Excluir

Postagens populares (letrófilo 2 anos 22/6)